Comentário ao Evangelho do Dia – Terça-feira

2 de julho de 2019 08:00 -

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

 

Mt 8,23-27

Os apóstolos estão no mar, em um barco com Jesus. “Nisso, veio uma grande tempestade sobre o mar, a ponto de o barco ser coberto pelas ondas”. Para quem está num barco durante uma tempestade não há alternativa: é preciso enfrentar o perigo, pois não há como fugir. Os discípulos enfrentam o perigo de maneira correta, eles recorrem a Jesus que está dormindo sobre um travesseiro. “Senhor, salva-nos, estamos perecendo”. Jesus se levantou e repreendeu os ventos e o mar, e se fez uma grande calmaria”. Jesus, porém, repreende os discípulos. Para enfrentar o perigo e não fugir dele, é preciso orar, nisso eles estão corretos. Mas não serve qualquer oração. A oração dos discípulos não estava animada por uma grande fé, mas por um grande medo e pelo pânico. “Por que tendes medo, fracos na fé?”

 

Se estamos no mesmo barco de Jesus devemos enfrentar o medo com uma grande fé em Jesus. “Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, a angústia, a perseguição, a fome, a nudez, o perigo, a espada? Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores”. Se estamos com Cristo temos esta confiança fundamental: somos mais do que vencedores. Se estamos com Jesus, podemos recorrer a Ele com confiança e fé. Recorremos a Ele não porque temos medo, mas porque nossa confiança nele é total. Nossa preocupação primeira deve ser a de estarmos unidos ao amor de Jesus, porque sabemos que, em meio a todas as dificuldades, somos ajudados e protegidos pelo Senhor.

 

O discípulo que está unido ao amor de Cristo não será poupado dos sofrimentos e das aflições desta vida. Ele poderá, porém, sempre encontrar em Cristo a vitória.

 

 

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Artigos / Youtube / Redes Sociais

 

Deixe um comentário

Event Information

2 de julho de 2019 08:00 -

Organizer

Location