Comentário ao Evangelho do Dia – Segunda-feira da 7ª Semana da Páscoa

3 de junho de 2019 08:00 -

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

 

Jo 16,29-33

 

O evangelho de hoje nos mostra como os apóstolos precisavam do Espírito Santo. Eles não compreendiam o que Jesus lhes dizia e ainda mais estavam convictos de entender tudo. Quando Jesus diz: “Saí do Pai e vim ao mundo; agora deixo o mundo e vou ao Pai”, acham que compreendem e respondem: “Agora falas claramente e não usas comparações. Agora compreendemos que vens de Deus!”. Jesus, porém, responde: “Acreditais agora? Virá a hora em que vos dispersareis cada um para seu lado e me deixareis sozinho”.

 

A fé dos discípulos é frágil, a tal ponto que pouco tempo depois eles abandonam o Mestre. As palavras de Jesus têm um significado muito mais profundo daquele que eles conseguem entender. Jesus vai ao Pai mediante a paixão e o retorno de Jesus é um mistério profundo que transforma toda a natureza humana, exatamente para que os homens tenham a possibilidade de crer. Quando Jesus, no sofrimento e na morte, tiver realizado esta transformação, poderá mandar o Espírito Santo que fará dos apóstolos uma nova criação; somente então, depois da vitória de Jesus sobre a morte, eles poderão realmente crer de verdade.

 

Nós já recebemos o Espírito Santo, mas na vida cristã há sempre um a mais a realizar. Foi exatamente isto que aconteceu aos apóstolos. Não percebemos muitas coisas que em nós deveriam ser diferentes ou melhores e nos vemos em necessidade. É necessário que o Espírito Santo nos revele com sua graça. Quantas vezes tomamos consciência da superficialidade de nossa adesão a Cristo e ficamos admirados de como estávamos vivendo, estando satisfeitos com tão pouco.

 

Peçamos a Jesus que na sua bondade ele nos prepare novas criaturas no seu Espírito.

 

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Artigos / Youtube / Redes Sociais

 

Deixe um comentário

Event Information

3 de junho de 2019 08:00 -

Organizer

Location