Comentário ao Evangelho do Dia – São Joaquim e Santa Ana

26 de julho de 2019 08:00 -

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

 

Mt 13,16-17

 

Vamos fazer o elogio dos homens famosos (Eclo 44,1). Esse é o convite da primeira leitura da missa de hoje. Nós, porém, sabemos muito pouco de S. Joaquim e de Santa Ana. Também em relação a eles vale a lei do segredo, do silêncio e do escondimento que Deus aplicou à vida de Maria e também aos trinta anos de Jesus em Nazaré.

 

Os evangelhos apócrifos falam das dificuldades de Joaquim e de Ana. O que é certo, porém, é que Deus os chamou a participar do mistério de Cristo, da sua vinda e da sua encarnação. Eles prepararam, a seu modo e por graça de Deus, a vinda de Jesus e seu nascimento entre nós. Eles são o pais de Nossa Senhora, de quem nasceu para nós o salvador.

 

Essa participação dos avós de Jesus é para nós um encorajamento: Deus é bom e ele conduz a história para um fim bom. Sabemos como a história da humanidade está cheia de pecado, de crimes horrendos, de maldades indizíveis. Mesmo assim, Deus age na história de tal forma que o que permanece e sempre vence é o bem e a bondade.

 

Joaquim e Ana participaram dessa história e deram a nós o fruto mais bonito da humanidade: Maria de Nazaré, a cheia de graça! Joaquim e Ana foram escolhidos do povo eleito: um povo cabeça dura, infiel à aliança. Mas foi exatamente nesse povo pecador que floresceu a flor maravilhosa de santidade que é Maria. E de Maria nasceu Jesus! Joaquim e Ana, Maria e Jesus são a prova mais concreta e “carnal” do amor misericordioso de Deus.

 

Muitos profetas e justos quiseram ver tudo isso, e não puderam ver. Agradeçamos por poder ver com os nossos olhos tudo isso.

 

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Artigos / Youtube / Redes Sociais

Deixe um comentário

Event Information

26 de julho de 2019 08:00 -

Organizer

Location