Comentário ao Evangelho do Dia – Quarta-feira da 6ª Semana da Páscoa

29 de maio de 2019 08:00 -

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

 

Jo 16,12-15

Tenho ainda muitas coisas a dizer-vos, mas não sois capazes de as compreender agora. Quando, porém, vier o Espírito da verdade, ele vos conduzirá à plena verdade”. O que são essas coisas que Jesus não diz e que nos serão reveladas pelo Espírito da verdade? São novos ensinamentos? Mas se fosse assim, a revelação de Jesus não seria perfeita. Ela seria incompleta. São ensinamentos que se acrescentariam ao de Jesus? Mas se fosse assim Jesus não seria a Verdade. Por isso o que o ES nos ensina não completa, nem corrige, nem se acrescenta ao de Jesus.

 

O que significa que Ele nos conduzirá a plena verdade?

 

Precisamos entender que, para nós, há graus diversos de conhecimento. Podemos conhecer a verdade como se conhece uma doutrina do catecismo. Podemos saber que Jesus morreu e ressuscitou como uma lição aprendida de cor. Mas isso é conhecer plenamente a verdade? Certamente que não, pois podemos conhecer com uma profundidade maior e viver com mais santidade desse mistério da morte e ressurreição de Jesus. Por isso ser conduzido à verdade plena não significa uma verdade nova ou superior àquela de Jesus, mas significa conhecer com maior plenitude a verdade ensinada por Cristo e vivê-la com maior coerência.

 

Essa graça de sermos conduzidos à verdade plena é, de fato, uma graça. Nós não podemos dar a nós mesmos essa verdade plena. Precisamos receber o Espírito Santo, recebê-lo de coração aberto. É preciso pedir esse dom de sermos guiados à verdade plena.

 

Peçamos ao Pai do dom do Espírito, para que sejamos conduzidos à verdade plena.

 

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Artigos / Youtube / Redes Sociais

 

Deixe um comentário

Event Information

29 de maio de 2019 08:00 -

Organizer

Location