Comentário ao Evangelho do Dia – 8 de janeiro

8 de janeiro de 2019 08:00 -

8/01 depois da Epifania

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

O Evangelho de hoje nos mostra que devemos anunciar Aquele que reconhecemos na Epifania como Luz das Nações mesmo que não tenhamos todos os recursos necessários para tanto. Chamo a atenção para o gesto simples e humilde dos apóstolos em oferecer a Jesus o próprio lanche para que Jesus pudesse realizar o milagre da multiplicação.

Jesus se compadece da multidão porque ela está abandonada a si mesma, porque ninguém se importa com essas pessoas cansadas e abatidas como ovelhas que não têm pastor. A misericórdia de Jesus primeiramente se manifesta concretamente na pregação. Jesus ensina e o seu ensinamento é alimento e conforto para as multidões.

Com efeito, a palavra de Jesus reúne os dispersos e perdidos. Ele começa a “ensinar-lhes muitas coisas”. É interessante que Marcos atribui grande importância ao ensinamento de Jesus, mas não especifica o conteúdo da pregação de Jesus. Que temas ele abordou? Quais doutrinas ele ensinou? O que Ele falou? Nada disso é descrito por Marcos. É como se o evangelista quisesse dizer indiretamente que o conteúdo da pregação de Jesus é o próprio Jesus. O conteúdo da pregação de Jesus é o próprio Jesus.

É muito bom ouvir Jesus… mas chega o momento em que Jesus pede que deixemos a plateia para subir ao palco; pede que deixemos de ser ouvintes para fazer algo; pede para que deixemos a alegria do ouvir, para a responsabilidade da colaboração com Jesus. Jesus não pede muito; pede muito pouco, mas esse pouco não deixa de nos pedir. Jesus quer nossa participação, por isso ele pediu aos discípulos: “dai-lhes vós mesmo de comer”. Deus não faz os seus milagres sem o nosso pouco. Foi por isso que ele pediu aos discípulos: “dai-lhes vós mesmo de comer”.

Jesus faz dos discípulos apóstolos. Ele os envia em missão; eles terão a missão de saciar a fome da multidão. E os discípulos humildemente ofereceram a Jesus o pouco que tinham: cinco pães e dois peixes. É pouco! É quase nada! Mas uma vez, oferecidos a Jesus se multiplicam em suas mãos. É desse pouco, ainda sobraram doze cestos cheios dos pedaços que sobraram.

A Epifania manifestou o Senhor para o mundo inteiro, mas nós somos chamados a participar e a colaborar com Jesus para saciar a fome que o mundo tem de Deus.

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Artigos / Youtube / Redes Sociais

Deixe um comentário

Event Information

8 de janeiro de 2019 08:00 -

Organizer

Location