Arquidiocese tem novo Chanceler a partir de janeiro

A Arquidiocese de Sorocaba ganhou um novo Chanceler: no Encontro anual dos Presbíteros foi anunciado que o Padre Fernando Henrique Giuli Batista assume esta função a partir de janeiro. Padre Giuli foi ordenado em 31 de março de 2004 e atualmente é pároco na São Francisco de Assis – vila Assis.

Segundo o Código de Direito Canônico, Cânon 482, parágrafo primeiro, a principal função do chanceler, “salvo determinação diversa do direito particular, é cuidar que os atos da Cúria sejam redigidos e despachados, bem como sejam guardados no arquivo da Cúria”. Também é função do chanceler, conforme o Cânon 486, parágrafo primeiro, “guardar com o máximo cuidado todos os documentos relativos à diocese e às paróquias”. “O papel do chanceler no arcebispado é segundo a História, cuidar da portaria, todos os documentos que chegavam ao bispo precisavam passar pelas mãos desse porteiro, por essa cancela e daí vem a palavra, e então ele assinava e repassava ao bispo. Se modernizando o Chanceler se tornou o secretário geral do arcebispado, sendo aquele mais próximo do bispo e que faz a ponte com os padres, além de chancelar, ou seja, dar fé pública aos documentos que o bispo assina. Tudo isso está ligado ao trabalho pastoral, ao histórico da Diocese com os arquivos”, explica padre Giuli.

pag 8_Diacono PauloO Diácono José Paulo Macedo, hoje na paróquia São Francisco (Jd. Guaíba), deixa o cargo que assumiu em 1º de junho de 2008, tendo sido nomeado pelo arcebispo Dom Eduardo Benes em maio do mesmo ano para substituir o padre José Roberto da Guia Azevedo – notícia foi publicada na edição do Terceiro Milênio de julho/2008. Diácono Paulo tinha 53 anos de idade ao assumir a função, é casado, metalúrgico aposentado e foi ordenado diácono permanente na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em 16 de março de 2003.

Não existem comentários.

Deixe seu comentário