“A Pascom dá visibilidade ao Reino de Deus!” afirma Irmã Élide em entrevista exclusiva

Afirmou esta tarde a Irmã Élide Fogolari, jornalista e Religiosa das Paulinas, integrante da Comissão da Pascom da CNBB, falando com exclusividade à Pascom Arquidiocesana durante entrevista feita pela Silmara Cuchi, representante da Pascom de Sorocaba na 53ª Assembleia da CNBB que está sendo realizada em Aparecida desde a terça-feira.

A Religiosa não esconde a alegria de toda a Comissão, ao ver a Pascom sendo articulada nos 18 Regionais de todo território brasileiro. “Nós da Comissão percorremos os nossos dezoito Regionais, onde o volume de trabalho é muito grande e por isso não vamos as Dioceses, mas o que temos visto nos deixa alegres e felizes”.

Segundo a irmã Élide, há um interesse cada vez maior das pessoas em trabalhar na Pastoral da Comunicação. “As pessoas começam a entender que ela é uma das Pastorais mais importantes da Igreja porque dá visibilidade ao Reino de Deus”- afirmou.

Assessoria de Comunicação garante o sucesso de uma empresa
Fazendo uma analogia comercial, a Irmã Élide ressaltou a importância de uma boa assessoria de comunicação em uma grande empresa. “Eu sempre pergunto nesta perspectiva onde podemos imaginar uma grande empresa, como a Sadia, por exemplo, se ela não tivesse uma grande assessoria, uma grande divulgação e uma grande demonstração de seus produtos e da sua marca, será que a Sadia seria procurada pelos compradores, e conhecida como é hoje?” indaga. E prossegue “Vamos trazer isso para o Reino de Deus, ás vezes nós vivemos dizendo que o nosso mundo é tão materialista, um mundo que não conhece Deus, um mundo que vê e faz coisas que são totalmente contrárias aos valores do evangelho e por isso eu pergunto: como as pessoas vão vivenciar os valores do Reino se elas não os conhecem? É essa exatamente a Missão da nossa Pascom, fazer com que as ações pastorais da nossa Igreja chegue até as pessoas”.

Irmã Élide falou com simplicidade de como isso funciona na prática, citando o exemplo de uma paróquia que vai realizar algum evento, uma celebração bonita e especial, uma formação de catequese para adultos, para crianças ou casais. Segundo a irmã, a Pascom tem o dever de divulgar e dar a conhecer a todos esses eventos, da mesma forma que os grandes publicitários tornam conhecidos os produtos das grandes empresas. “Claro que Jesus não é um produto, Jesus é a Salvação, Ele é a Vida Plena que nós levamos ás pessoas, é Aquele que faz com que as pessoas se sintam felizes ao conhecer e vivenciar as suas propostas” – concluiu.

“Vinde a mim todos vós que comunicastes o Reino…”
Irmã Élide enfatizou que essa missão não é fácil e que há muitas dificuldades de toda ordem neste caminho, mas ela sabe que, mediante todas essas dificuldades, o agente da Pascom terá a recompensa na Eternidade, quando o Rei dirá “Vinde a mim todos vós, que comunicastes o Reino, que me anunciastes, que me tornastes conhecido de todos, que destes deste pão a quem tem fome, ao pobre e ao mendigo, que vestistes quem estava nú, “Não a nudez física, mas a nudez espiritual”, explicou a irmã. A Pascom, segundo a irmã, não vai dar coisas materiais às pessoas, mas vai anunciar aquilo que é essencial no Reino de Deus: o Evangelho.

Comissão vai facilitar o estudo do Diretório da Comunicação
Por entender que as pessoas sempre terão alguma dificuldade para compreender o conteúdo do Diretório da Comunicação da CNBB, a Comissão decidiu facilitar essa compreensão editando alguns livros de cada item específico da Comunicação : A Espiritualidade da Pascom, A Pastoral Digital, Como Organizar a Pascom, Educação para a Comunicação, A Comunicação na Liturgia, A Comunicação na Catequese, todos elaborados por Leigos ou sacerdotes ligados à Comunicação.

Mas a maior novidade será a parceria da CNBB com a TV Século XXI que vai apresentar nove Módulos de Comunicação em um projeto chamado “Comunicação à Distância, que será apresentado no próximo Mutirão da Comunicação. “São módulos bem simples e didáticos, para quem quiser trabalhar na Pascom tendo mais conhecimento e de maneira mais sistemática, o que irá ajudar não só nos trabalhos da Pascom, mas também na Vida Profissional, ajudando ainda uma pessoa a inserir-se na sociedade”.

(Silmara Cuchi – de Aparecida para a Pascom arquidiocesana)

Não existem comentários.

Deixe seu comentário