Comentário ao Evangelho do Dia – 21 de dezembro

21 de dezembro de 2018 14:10 -

21 de dezembro

Por Dom Julio Endi Akamine SAC

O evangelho da visitação alcança o seu pleno significado na celebração da eucaristia, porque contemplando o menino que nasce de Maria contemplamos o amor de Deus que de doa a nós. O nascimento de Jesus está totalmente orientado para o dom total de si mesmo. Assim o dom do nascimento atinge o seu ápice no dom da cruz, da ressurreição e de pentecostes. Desde o primeiro momento de sua entrada na história, Jesus se apresenta como aquele que faz a vontade do Pai, vontade essa que consiste em amar até a doação total da própria vida. O menino que Maria leva até João Batista e Isabel é este que cumpre a vontade do Pai até o fim. Por isso, tanto o menino quanto Isabel exultam de alegria. Eles reconhecem o dom que Deus lhes faz.

Somos hoje convidados a termos o mesmo comportamento de Isabel e de João Batista. Para celebrar bem o natal é preciso reconhecer o grande e magnifico dom que Deus faz a nós: o dom de si mesmo. Com a alegria de João Batista e de sua mãe queremos acolher esse maravilhoso dom total de sua vida.

Celebramos assim o natal não somente como uma romântica recordação, mas como um evento sempre atual e presente na nossa vida. Tendo oferecido a sua vida por amor, Jesus vence a morte e o seu dom é sempre atual. Ele não se deu somente no passado. O seu amor não é um evento soterrado no passado. Ele se reapresenta a nós cada vez que celebramos a eucaristia. É por isso que para celebrar bem o natal é preciso ir as missas de natal. Sem eucaristia, corremos o risco de paganizar o natal do Senhor; corremos o risco de tornar o natal uma festa sentimental e melosa que não muda nada na nossa vida.

Veja mais em: Biografia / Agenda do Arcebispo / Artigos / Youtube / Redes Sociais

Deixe um comentário

Informação do Evento

21 de dezembro de 2018 14:10 -

Organizador

Localização